Que apoios recebo?

Apoios técnicos

  • Na identificação das necessidades locais
  • Na formação em gestão
  • Na preparação e acompanhamento do processo de inserção em mercado de trabalho

Apoios financeiros

  Ao investimento

  • Subsídio não reembolsável, correspondendo a 50% do montante das despesas de investimento elegíveis, até ao limite de 18 vezes o Indexante de Apoios Sociais (IAS), i.e., de 7.545,96€ (em 2011) por cada posto de trabalho criado.
  • Empréstimo sem juros, reembolsável num prazo máximo de 7 anos (incluindo 2 anos de carência), podendo atingir 20% das despesas de investimento elegíveis, até ao limite de 18 vezes o IAS, por cada posto de trabalho criado.

  Ao funcionamento

  • Comparticipação nas despesas com a bolsa de formação (70% do IAS, i.e., 293,45€, em 2011)
  • Comparticipação na remuneração decorrente do contrato de trabalho (fase de profissionalização), no montante de 80% do Indexante de Apoios Sociais (IAS), i.e., 335,38€, em 2011.
  • Comparticipação, na mesma proporção, nas contribuições para a Segurança Social, devidas pela entidade empregadora.

  À integração

  • Prémio de Integração às entidades empregadoras que admitam pessoas em processo de inserção, com contrato de trabalho sem termo, no prazo máximo de 3 meses após conclusão do processo de inserção (ou que convertam o contrato de trabalho a termo de uma pessoa em processo de inserção em contrato de trabalho sem termo), de valor igual a 12 vezes o IAS, i.e., a 5.030,64€, em 2011.
Atualização mais recente:
2015-02-16 15:00
Revisão:
1.0
Selecione de 1 a 5 pontos:
Avaliação média: 0 (0 Avaliações)
Pode Comentar este artigo
Chuck Norris has counted to infinity. Twice.