Orientações de Preenchimento do Formulário de Candidatura

Como apresentar uma candidatura online

Como preencher o formulário

Novo formulário

Ajuda ao preenchimento

Quadros a preencher

Questões/Erros mais frequentes

Como apresentar uma candidatura online?

Para apresentar uma candidatura online, deverá encontrar-se registado no site do iefponline.

Se já é um utilizador registado, deverá:

  1. Selecionar a medida de emprego em causa (Emprego-Inserção, Estágios ou Programa Qualificação-Emprego), na página principal do site de candidaturas eletrónicas
  2. Na página de autenticação/registo, deverá inserir o seu nome de utilizador e a sua palavra-chave
  3. No Aviso de Segurança (“Warning - Security”), caso o mesmo apareça, deverá selecionar a primeira opção (“Run”).
  4. No ecrã principal do formulário eletrónico, que deverá agora encontrar-se visível, deverá selecionar a opção “Novo Formulário”, na secção lateral esquerda, (ou a opção “Novo” no menu Ficheiro) e a medida em causa.
  5. Ser-lhe-á dado acesso a um conjunto de quadros numerados contendo diversos campos, que deverá preencher devidamente, com o auxílio da ajuda online e da função de validação do formulário (1.º e 3.º botões do menu de acesso rápido, respetivamente, a contar da direita).
  6. Após finalização do correto preenchimento do formulário, deverá selecionar a opção “submeter”, no menu “Funções” ou através dos respetivos atalhos (tecla F9 ou penúltimo botão no menu de acesso rápido).

Como preencher o formulário?

Novo formulário

Deverá, em primeiro lugar, criar um novo formulário, através do menu lateral esquerdo de acesso rápido, ou da respetiva opção no menu superior “Formulários”, escolhendo a única medida existente.

Ajuda ao preenchimento

O formulário permite o preenchimento automático de alguns campos (sombreados), bem como a consulta das instruções de preenchimento de cada quadro à medida que o mesmo é preenchido, através do último botão da barra de acesso rápido (assinalado com um ponto de interrogação), da tecla F1, ou através da opção “Ajuda Online” disponível no menu superior “Ajuda”.

Podem, igualmente, ser efetuadas as respetivas validações, enquanto o formulário é preenchido. As validações podem ser realizadas através do recurso ao 5.º botão da barra de acesso rápido (assinalado com um certo) ou através da opção “validar”, disponível no menu “Funções”.

Dispõe, ainda, no último separador do formulário, de um conjunto de instruções gerais de ajuda ao preenchimento.

Quadros a preencher

Condições Gerais

São apresentadas às entidades as condições gerais das Medidas Contrato Emprego-Inserção e Contrato Emprego-Inserção+ (descrição genérica das mesmas e requisitos de acesso das entidades). Para poder preencher o formulário a entidade deve clicar na caixa “Li e aceito”

1. Quadro 1 (Identificação da Candidatura)

Deve ser apresentado um formulário de candidatura por área do projeto (i.e., se um projeto contemplar duas áreas, de entre as previstas na lista de valores do campo 3.1. do formulário, deverão ser apresentadas duas candidaturas distintas) e por Medida de Emprego-Inserção.

1.1. Assinale a Medida de Emprego-Inserção: Contrato Emprego-Inserção ou Contrato Emprego-Inserção+.

IMPORTANTE - No caso de a entidade pretender candidatar-se à medida Contrato Emprego Inserção para Pessoas com Deficiência e Incapacidade, na Identificação da candidatura quadro 1 do formulário, a entidade deve selecionar:

  • Medida CEI – quando a candidatura se destine a abranger pessoa com deficiência e incapacidade que seja beneficiária de subsídio de desemprego ou de subsídio social de desemprego,

ou

  • Medida CEI+ - quando a candidatura se destine a abranger pessoa com deficiência e incapacidade desempregada ou à procura do 1.º emprego, inscrita nos centros de emprego ou centros de emprego e formação profissional, ou beneficiária do Rendimento Social de Inserção.
A entidade deve ainda, no quadro 3 em “Caracterização do projeto de trabalho socialmente necessário”, selecionar “Sim” no (campo 3.5), Candidatura ao abrigo do Contrato emprego-Inserção para pessoas com deficiência e incapacidade?

*A entidade só pode continuar o preenchimento do formulário se assinalar a Medida.

**Caso a entidade se engane a assinalar a Medida, deverá preencher novo formulário de candidatura.

1.2. O ano da candidatura é de preenchimento automático.

2. Quadro 2 (Identificação da Entidade)

Apenas necessita de preencher a informação dos campos 2.8 e 2.10 (Nome, Função, Telefone, Telemóvel, Fax, Endereço Eletrónico). Os restantes campos que constituem o Quadro 2 são de preenchimento automático, não podendo ser alterados pelo utilizador, com exceção do campo 2.11 (NIB).

Deve ainda confirmar se os dados de identificação da entidade estão completos e atualizados. Caso os dados não estejam completos e atualizados, deverá através da sua área pessoal efetuar as respetivas atualizações/alterações.

* Os campos 2.1., 2.2., 2.3, 2.4, 2.5, 2.6, 2.7 e 2.9 (a cinzento) são preenchidos por defeito a partir dos dados de registo da entidade.

** No campo 2.8, caso selecione a opção 'Publica Sem Fins Lucrativos' deve indicar se se trata de uma autarquia ou outro serviço público com intervenção marcadamente local

*** No campo 2.10, devem ser indicados todos os dados solicitados, com exceção do Fax do responsável a contactar e nos contactos telefónicos deve ser indicado pelo menos um deles (telefone ou telemóvel).

****O campo 2.11 encontra-se preenchido com o NIB indicado pela entidade na sua área pessoal, podendo ser alterado no formulário pelo utilizador. 

3. Quadro 3 (Caracterização do Projeto de Trabalho Socialmente Necessário)

3.1 Indicar a área do projeto de trabalho socialmente necessário (ver Glossário), de acordo com a lista anexa.

3.1.1 Descrever o projeto de trabalho socialmente necessário a desenvolver, indicando os objetivos e as necessidades locais ou regionais a satisfazer, justificando a necessidade do recurso ao mesmo.

3.2 A duração do projeto é de preenchimento automático.

* As datas previstas de início e fim correspondem às datas mínima e máxima indicadas no quadro 3.3, sendo a duração em meses a diferença entre as mesmas.

3.3 Neste campo deve indicar:

  • As áreas de trabalho socialmente necessário (de acordo com a lista apresentada), as tarefas a desempenhar por áreas, as datas previstas de início e de fim, e o n.º de destinatários a abranger

* A data de início prevista tem de ser superior à data atual. A diferença entre a menor data prevista de início e a maior data prevista de fim não pode ser superior a 12 meses.

 

  • No separador Local de Realização - o endereço, o código postal, o distrito, o concelho e a freguesia do local onde irá decorrer o trabalho socialmente necessário
  • No separador Horário(s) - o(s) horário(s) em que decorrerá o trabalho socialmente necessário
  • No separador Formação, indicar se os destinatários irão ou não participar em ações de formação profissional, indicando a(s) área(s) de formação

* A opção “Não” encontra-se preenchida por defeito. Em caso de alteração para “Sim”, é necessário indicar a respetiva “Área” (campo de texto livre).

Deve ser preenchida uma linha por realização de trabalho socialmente necessário, isto é, quando houver distinção entre as áreas de trabalho socialmente necessário, local de realização, horário, formação ou justificação por área deve ser preenchida uma outra linha.

Toda a informação deste quadro é de preenchimento obrigatório, pelo que o botão confirmar só estará ativo após preencher toda a informação requerida.

3.4 – Deve indicar se o projeto é novo, não tendo sido anteriormente desenvolvido pela entidade.

3.5 – Deve indicar se a candidatura é efetuada ao abrigo da Medida Contrato Emprego-Inserção para pessoas com deficiências e incapacidades.

4. Quadro 4 (Caracterização dos Destinatários)

4.1 O n.º de destinatários a abranger por área de trabalho socialmente necessário (de acordo com a tabela CNP - 4 dígitos) e níveis de qualificação académica é de preenchimento automático, mediante a informação preenchida no campo 3.3.

Qualquer alteração da informação do campo 4.1 é efetuada no campo 3.3.

5. Quadro 5 (Recursos Humanos)

5.1 Indicar o n.º de trabalhadores por áreas da entidade, à data da candidatura (homens e mulheres) e nos dois anos anteriores à candidatura (total de trabalhadores).

* O preenchimento deste quadro é efetuado em termos similares ao do quadro 3.3, em termos de inserção e eliminação de linhas e de edição das áreas previstas por defeito.

6. Quadro 6 (Declaração)

Na primeira linha indicar a pessoa ou uma das pessoas com poderes para obrigar legalmente a entidade.

Deve, ainda, assinalar que leu e assume a veracidade das informações constantes do campo 6.

7. Quadro 7 (Autorização)

Indicar qual a forma de comprovar a situação regularizada face à administração tributária e segurança social (autorização de consulta on-line ao IEFP, I. P. e/ou envio das declarações digitalizadas através da sua área pessoal, indicação esta que é obrigatória em sede de candidatura).

O consentimento ou a disponibilização destes documentos na respetiva área pessoal são obrigatórios em sede de submissão de candidatura, sob pena de esta não ser considerada.

Para verificação da situação contributiva regularizada perante a segurança social, a entidade pode declarar no formulário de candidatura que autoriza a comunicação de informação entre o IEFP e os serviços competentes da segurança social;

A autorização ou, na sua ausência, a disponibilização de certidões que atestem a situação regularizada são obrigatórias em sede de submissão de candidatura, sob pena de esta não ser considerada. Para tal, deve a entidade efetuar um dos procedimentos definidos no quadro abaixo:

 

Procedimentos

 

Autorização para consulta on-line

Disponibilização de certidões

Administração fiscal

  1. Após ter entrado no site das finanças www.portaldasfinancas.gov.pt, deve registar-se (caso ainda não o tenha feito)
  2. Se já possui a Senha de Acesso deve introduzir os seus dados (N.º Contribuinte e Senha)
  3. Escolher área de acesso “Cidadãos” ou Empresas”, consoante o caso (o procedimento seguinte é idêntico);
  4. Na janela “Serviços”, escolher a opção “Outros serviços”;
  5. Em Outros Serviços/Autorizar, selecionar Consulta Situação Tributária
  6. Indicar N.º de Contribuinte e Senha de Acesso; clicar em “Entrar”;
  7. Registar o NIPC do IEFP (501442600) e “autorizar”.

*Quandoforoperacionalizadaessa possibilidade, a entidade declara que autoriza os serviços competentes da administração fiscal a comunicar ao IEFP a informação relevante para efeitos de concessão do apoio

1. Na Área Pessoal do iefponline, escolha a opção “CANDIDATURAS ELETRÓNICAS – Anexar Documentos à Entidade”

2. Acionar o botão “Novo Documento”

3. Escolher o “Tipo de Documento” pretendido, acionar o botão “Procurar” para selecionar o ficheiro relativo à certidão em questão

4. (que foi previamente digitalizada)

5. Para finalizar, acione o botão “Submeter”

Segurança social

Autoriza os serviços competentes da Segurança Social a comunicar ao IEFP,IP a informação relevante para efeitos de concessão do apoio

 

Questões/Erros mais frequentes

1. O ano da candidatura não corresponde ao ano civil, no quadro 1?

Caso esteja a visualizar um ano anterior ao ano corrente, o problema está na data de sistema do computador que está a utilizar. Deve, assim, proceder à sua correção, para que o ano no quadro 1 do formulário seja atualizado automaticamente para o ano da candidatura.

2. Não consigo aceder ao formulário online, aparece um écran em branco. O que devo fazer?

2.1 – Sistemas Windows

Quando tenta aceder ao formulário online e lhe aparece um ecrã branco é porque não tem o java instalado ou não tem a versão requerida (no mínimo Java 1.6). Neste caso, pode optar por uma das seguintes soluções:

Ö   Se não tiver o Java instalado no PC, ou se tiver uma versão inferior ao Java 1.6, deve instalar a versão do Java através do link disponível no serviço de candidaturas eletrónicas , na opção “Submeter candidaturas” / “Instruções gerais de preenchimento” / “Tecnologia Java”.

Nos casos, em que já tenha uma versão anterior do Java instalada (versão inferior a 1.6), deve desinstalar a mais antiga e depois instalar a mais recente.

2.2 – Sistemas MacOsx

Essa dificuldade decorre do facto de o Java instalado no Mac ser a versão 1.5. A versão 1.6 deve ser instalada à parte (que é o requisito mínimo para utilizar os Eforms), e mesmo assim, continuam a coexistir os dois na máquina, sendo utilizado por omissão o 1.5. Assim, para utilizar a versão 1.6 é necessário que seja modificada a configuração.

* A versão 1.6 só foi disponibilizada para arquitetura Macs Intel de 64 bits.

3. Ao aceder à candidatura online não consigo visualizar o formulário todo no ecrã.

Esta situação está relacionada com a resolução do ecrã do PC que está a utilizar. Assim, deve gravar o formulário, fechá-lo e fechar a internet e nas Propriedades de Visualização do PC, nas Definições (no ambiente de trabalho clica com o botão direito do rato e escolhe propriedades) escolher a resolução mais baixa 800 por 600 pixeis. Depois, entre novamente no formulário online

4. Tenho dificuldade em consultar a listagem de candidaturas submetidas. Como devo proceder?

As dificuldades na pesquisa das candidaturas nas listagens de candidaturas submetidas podem decorrer da seguinte situação:

  • Registou-se no site no mesmo dia ou no dia anterior a ter submetido a candidatura, não se encontrando ainda validado no sistema interno. Nestes casos, deve aguardar um dia, pelo menos, até tentar fazer novamente a pesquisa.

* Caso a entidade já tenha efetuado o seu registo há mais de um ou dois dias, esta questão deve ser encaminhada para a 2.ª linha, uma vez que o problema pode decorrer do registo no site não se encontrar válido ou haver dados em falta ou problemas com o código postal.

Atualização mais recente:
2018-12-27 17:43
Revisão:
1.7
Selecione de 1 a 5 pontos:
Avaliação média: 0 (0 Avaliações)
Pode Comentar este artigo
Chuck Norris has counted to infinity. Twice.